segunda-feira, 22 de dezembro de 2008


"Posso mudar as cores do meu mundo

se é dia faço noite em um segundo

Posso voar alto e ir bem longe

e ir lá aonde os peixes se escondem

Posso mudar minha cor, meus olhos e meus cabelos

Posso fazer muitas coisas com o toque dos meus dedos

Posso cair do céu e sei que não vou me machucar

Posso entrar no mar sem pensar em me afogar

Posso ficar sem comer que a doença não vai chegar

Mas saudade de quem se gosta

Não tem botão que faça parar..."

terça-feira, 25 de novembro de 2008


Num vasto mundo de estórias eu me liberto...
fico livre e solta de todas as amarras
posso ser outra pessoa que muda de cor a cada instante
posso ser de todos os tamanhos, jeitos e formas que quiser
Num vasto mundo de estórias posso principalmente ser eu mesma,
livre de todas as mágoas, de todas as dores
e mais livre sobretudo de todas as coisas que amo
mas que as vezes...
me sufocam


Eu só quero que você saiba
Que eu estou pensando em você
Agora e sempre mais
Eu só quero que você ouça
A canção que eu fiz pra dizer
Que te adoro cada vez mais
E que eu te quero sempre em paz
Estou com sintomas de saudade
Estou pensando em você
Como eu te quero tanto bem
Aonde for não quero dor
Eu tomo conta de você
Pois te quero livre também
Como o tempo vai o tempo vem
Eu só quero que você caiba
No meu colo porquê
Eu te adoro cada vez mais
Eu só quero que você siga
Para onde quiser
Que eu não vou ficar muito atrás
Estou com sintomas de saudade
Estou pensando em você
Como eu te quero tanto bem
Aonde for não quero dor
Eu tomo conta de você
Pois te quero livre também
Como o tempo vai o vento vem
Eu só quero que você saiba
Que eu estou pensando em você
Pois te quero livre também
Como o tempo vai o vento vem
Porque eu te quero livre também
Como o tempo vai o vento vem


(marisa monte)









"Minha vida é monótona, mas se me cativares ela será cheia de sol.


Conhecerei um som de passos que não será o dos caçadores,


os deles fazem com que eu me esconda,


mas os teus soarão para mim como música.


Veja os campos de trigo.


Para mim não significam nada pois não como pão,


mas se me cativares


o dourado do trigo me lembrará a cor dos teus cabelos,


e amarei o som do vento no trigo."


(antoine sain't exupery)